Recent Posts

Popular tags: (See More...)
← Previous 1 3 4 5 6 7 8 9 2826 2827
Resgate e a Batalha que se aproxima -19/01/2017 e ?/?/2017
Ao investigar a fumaça, os Lordes encontraram uma pequena propriedade em chamas. Um meio-elfo jazia desacordado nas proximidades mas logo foi reestabelecido por Dorn Buckanan, acordando em pânico com um grito: "MAYGAN!!". O produtor chamado Selwyn explicou que a que sua fazenda havia sido atacada por orcs, e que sua mulher havia sido levada. Ainda sufocado pela fumaça, suplicou para que o grupo encontrasse seu filho que temia estar na casa em chamas.

Nala Godrick e Alexandre Zdyck partiram prontamente em direção ao fogo. O halfling chegou primeiro, e lutando contra o calor e a dificuldade de respiração, abriu as janelas que ainda estavam fechadas na sala, diminuindo a concentração de fumaça no primeiro andar. Assim que a draconata chegou, Xande sinalizou que continuaria procurando no primeiro andar enquanto sua companheira, que parecia resistir bem à situação, investigaria no andar de cima.

O intrépido ladino, encontrou nos fundos da casa marcas de corpos arrastados e uma trilha que parecia ter sido formada por uma carroça pesada.

Ao subir as escadas, Nala ouviu um gemido baixo vindo de um dos quartos, e ao avançar até lá viu um jovem meio-elfo caído, ainda vivo, mas respirando com muita dificuldade. Numa heróica ação, a guerreira resistiu aos escombros da casa de madeira que desabava e saltou da janela do segundo andar com o filho de Selwyn em seus braços.

Selwyn chorou e agradeceu aos aventureiros, principalmente à draconata. Contou que se sentia muito culpado por demorar demais a tomar a decisão de abandonar sua fazenda. Após curar os ferimentos do meio elfo e de seu filho, montados em seus hipogrifos os aventureiros partiram no encalço dos orcs, seguindo a trilha da carroça. Menos de uma hora depois de partirem, alcançaram os captores e após um rápido e violento massacre, resgataram Maygan e os irmãos de Selwyn que haviam sido capturados pelos orcs. Juntos partiram ao Rancho Dellmon.

Ao finalmente chegar ao seu objetivo, encontraram um grupo diverso, formado por fazendeiros, caçadores da região e os sacerdotes que acompanhavam Martell. Estavam todos acuados, sem esperança e à espera do ataque final dos orcs, que pareciam organizar sua força para tomar de uma vez o lugar.

Os Lordes de Grayskull tinham poucos dias para preparar o local e organizar a resistência contra a invasão. Era possível ver as fumaças das fogueiras dor orcs a poucos quilômetros de distância, e a tensão parecia palpável no Rancho Dellmon.








Viewable by: Public
0 comments
Surpresas no caminho e outras atualizações para o “Quest Log” - 19/01/2017
No caminho entre entre a torre do culto elemental do fogo e a Espira, os Lordes de Grayskull tiveram um selvagem entrevero com Bugbears que vadiavam em busca de viajantes incautos. Em uma situação onde o grupo “emboscou os emboscadores e foram emboscados no processo”, o grupo se surpreendeu com os frutos do treinamento de Nala Godrick com seu martelo de gelo, já que a draconata estava manejando a nova arma com uma agilidade absurda. E não menos impressionante foram os novos poderes que Helm concedeu a Dorn Buckanan. Protegido por espíritos angelicais do plano de seu deus, o sacerdote desfilou pelo campo de batalha enquanto os brutais goblinóides sentiram o peso do olhar vigilante de Helm sobre si.

Mesmo com Lothsy sendo surpreendida e brutalmente atingida pelo líder dos bandoleiros, o grupo foi mais do que capaz de lidar com os agressores, contando com a precisão de Xandinho, a selvageria de Baern e os poderes infernais da própria bruxa.

Ao finalmente chegar no cânion onde se encontra a Espira Feathergale os aventureiros foram prontamente recebidos pelos seus aliados Aarakocra, e foram levados a uma audiência com Arrik.

No interior da torre, Dorn se surpreendeu ao rever o velho amigo Martell
que trazia sinistras informações.

Summit Hall resistia a duras penas ante a invasão dos orcs e goblinóides que vinham do leste. Eles se mostravam surpreendentemente organizados e eram uma ameaça real à segurança dos povos do Vale Dessarin. As outras organizações benignas que atuam no Vale, como os Harpistas e a Aliança dos Lordes, não entendiam a gravidade da situação, e a situação chegava perto de seu limite. A estratégia dos invasores foi cortar o abastecimento de mantimentos de Summit Hall, de modo a vencer os protetores do Leste do Vale pelo desgaste. Os guerreiros de Tyr e de Helm que habitavam a fortaleza eram uma força poderosa, no entanto, a fome e o desespero pode quebrar a mais dura resistência. Desta maneira Martell foi enviado por Lady Ushien Stormbanner (comandante em Summit Hall)
, junto a uma pequena comitiva de sacerdotes, para atravessar a área do conflito sem chamar atenção e buscar ajuda no Vale. O foco dessa força deveria ser reestabelecer o trânsito de mantimentos entre Summit Hall e o Rancho Dellmon – maior fazenda da região, que tradicionalmente abastecia grande parte do consumo da fortaleza com sua produção agrícola. Todas as outras fazendas da região haviam sido destruídas pelos invasores, e o último foco de resistência e esperança era o Rancho Dellmon. Caso Summit Hall recebesse uma nova grande remessa dos produtos do Rancho, a balança da moral do conflito penderia novamente para o lado dos comandados de Lady Ushien, e o Vale poderia respirar aliviado novamente.

Martell disse ainda que visitou o Forte de Grayskull em busca dos aventureiros, mas foi direcionado à espira pelo velho mago Old Cancun.


O comandante Arrik
disse que também tinha novidades: finalmente a passagem mágica da ravina fora capturada. O aarakocra contou que o caminho ia rumo ao subterrâneo do cânion, e que o destacamento de soldados que havia sido enviado para explorar as profundezas do caminho, não havia voltado – ele esperava o pior. Mas Arrik entendia da urgência da missão de Martell, e prometeu aos Lordes que seus soldados alados protegeriam aquele acesso com as próprias vidas, se fosse necessário. No entanto, lamentou não poder enviar nenhum destacamento ao Rancho Dellmon por conta deste novo fato.


Como haviam chegado na Espira pela manhã e estavam bem descansados, Dorn Buckanan sugeriu que o grupo partisse assim que Arrik pudesse organizar o transporte aéreo. Assim ocorreu, e após uma longa viagem que cortou todo o Vale, atravessando o Rio Dessarin, os Lordes se aproximavam do Rancho.

O aaracokra que os acompanhava na viagem e Alexandre Zdyck com seus “Olhos de Águia”, enxergaram uma fumaça negra vindo de trás de uma colina no caminho a frente. Parece que os problemas chegariam antes do que esperavam...
Viewable by: Public
0 comments
Pointer-left Alzarian_crimson_thumb
Alzarian
Posted by the GM
Unification
Thursday, September 17, 1372 (DR) Third Age, 8:30 a.m.
Thorak brings up the rear as the last of the party darts up a short flight of stairs. The beating of goblin war drums echoes from all directions. The roughly cut stone walls, ceiling and floor are lit by a single point of faintly blue light emanating from the tip of Arrakes's spear. Harsh shadows flit all around you as the party struggles to regain its composure. You find yourself near a four-way intersection. The air is stuffy and humid, carrying the stink of body odor and waste. At your feet lie the bloodied and battered corpses of two filthy goblins. Brother Dareus wipes muck off his hand and turns to look at his companions.

Maybe this little adventure will be more dangerous than you had expected.
Session: Game Session #13 - Thursday, Jan 19 2017 from 8:30 PM to 11:30 PM
Viewable by: Public
0 comments
Uma memória dos infernos - 19/01/2017
Após uma fuga sorrateira, os aventureiros, procuram deixar para trás a frustração de abandonar a investigação da Torre do Culto da Chama Eterna. Enquanto o restante do grupo se prepara para montar o acampamento para (finalmente) aproveitarem um merecido repouso, Lothsy parece se demorar na análise do diário de Elysar Dryflagon, com um olhar vago perdido nas páginas chamuscadas do volume. Subitamente, seu olho arde com a chama característica que apresenta durante suas lutas, e Lothsy pede para que todos seus companheiros se reúnam em volta dela.

A halfling conta que em suas pesquisas sobre o Vale do Dessarin (realizada na biblioteca de Waterdeep em sua última viagem com Alexandre Zdick), descobriu muitas informações sobre o passado da região. Num dos tomos que tratava da história ancestral do Vale, Lothsy leu sobre a construção e a ruína do reino subterrâneo de Besilmer. Uma das cidades fortaleza que formavam este reino anão, era chamada de Tyar-Besil – o mesmo nome citado no diário de Elysar.

Há 5 milênios atrás, o reino fundado por Torhild Flametongue fora perdido após constantes tentativas de invasões por parte de gigantes, orcs e trolls. Torhild foi morto por um gigante das colinas numa épica luta um contra um sobre a lendária “Stone Bridge”, o que foi o início do fim para Besilmer. Após a queda do reino, o Vale ficou por muitos milênios sem nenhum assentamento organizado. E apenas há cerca de 500 anos atrás, após várias campanhas dos “Cavaleiros do Chifre Prateado”, o Vale começou a ser ocupado novamente pelas raças civilizadas.
A ponte citada (Stone Bridge)
, ao lado dos “Salões do Machado de Caça” são as únicas estruturas conhecidas que restaram do grande reino de Besilmer.

A bruxa contou também que em suas pesquisas sobre o Vale, descobriu uma lenda que tratava sobre o corpo de Torhild Flametongue ter sido enterrado nas profundezas dos Salões, junto ao seu mítico grande machado de batalha (que mais tarde ela lembrou se chamar ORCSPLITTER).


O grupo como um todo se impressionou com a súbita lição de história do Vale, no entanto Baern Rumnahein se mostrou particularmente desconcertado de como um halfling sabia muito mais sobre a história anã do que ele próprio.
Viewable by: Public
0 comments
Hubert's Diary Part 2
27th Nachtgeheim

Missed yesterday, but Gunter and I made it past the Taalbastion and into Talabheim.
Sadly our guides had planned on killing and robbing us and Gunter was wounded.
He was in bad shape and couldn't move, but I managed to get him to the Temple of Shallya with the help of a halfling named Bogi Crompot and The Terriers.
Luckily, today when I woke up, Gunter was healed and could even walk!

With Gunter able to move around, we put ourselves to the task of settling our debts to the Temple and rescuing Gunter's sister from the Theatre of Light and Darkness.
We set off in the morning and visited the Alchemists' Guild, where Gunter apparently had a delivery to make - don't know what it was, but it paid for both our treatments!
After we'd settled that and been assigned a new task of finding a missing member of the Guild, Gunter went back to the Temple to rest, while I went to check out the Theatre.
On the way there something happened that was just shocking the 1st as the 2nd time: I stumbled into Magnus again - this time with Ecro and Eva, who were being questioned by the Guard.
Fortunately I was able to get them out of that mess and we went on to locate the Theatre.
With help from Magnus' gossiping and asking around we found it in the Old Market, after which we fetched Gunter for the task at hand.

Our infiltration of the Theatre of Light and Darkness was a strange one, but considering none of us have probably never done the sort before it went a lot better than expected.
1st we tried to gain access to the ground floor where the Theatre was through the above floors of the building.
Through some excellent climbing and bluffing from Gunter we learned that there was no internal stairwell or way to get from the upper floors to the Theatre.

As we were contemplating our next move in an inn across from the sidestreet where the Theatre was, we saw a Veiled Lady leave the through the front door.
We decided to follow her into the Tallows, where she'd entered an orphanage. Inside the children we're mad with laughter.
Unnatural and unstoppable laughter.
As we tried to confront her she mesmered Magnus into a spontaneous dance before disappearing.

Feeling that time was of the essence we hurried back to the Theatre and Magnus found a "locksmith" who opened the backdoor for us.
Inside, the Veiled Lady was back behind what was apparently her desk, guarding the backstage.
Using Scratch as decoy we managed to determine that Philomena was there somewhere in the Theatre and we also found some tickets for the show.
That was all we managed before the commotion we caused by our presence forced us to leave, but now we had a proper way inside using the tickets.

Needing clothes for the occation we suited up at the Tailor and waited for the afternoon show to start.
After being permitted inside, we went up the stairs of the Theatre to get a better look on things.
We found an empty alcove on the balconies and waited there for the show to start, a lot of people were having "fun" in the other alcoves, but considering what we've seen, that almost seemed normal.
When the play finally started, Gunter immediately recognized his sister Philomena sitting on a chair with distant look in her eyes.
In front of her was a masked man with a sword - we didn't waste time.
Gunter threw a firebomb into the audience and went with Magnus down stairs and through the burning theater, while I took the "easy solution" and managed to use my whip swing myself across to the scene using on the chandeliers (reminder to buy a new whip).
I fought the masked man, but he was very skilled with his sword, but I managed to keep him at bay, while Gunter & Magnus engaged the Veiled Lady who'd joined the fight.
She managed to wound Magnus, but luckily for me, that made my opponent drop his character as he rushed to help as he cried out his name.
Sadly for him, turning your back to your opponent in battle is a mistake you only commit once and his last word upon his lips were that of his brother's name.
His name was Albrecht von Bighausen, 1st in line to the dukedom, but apparently also a slimy son of a whore - luckily Magnus doesn't seem to mind moving up the heirarchy so we're still good.
As the Theatre was crumbling around us a masked man unnaturally leapt through the fire towards us, but retreated though a trapdoor within the stage.
At this point Eva had already gotten Philomena out of the Theatre, both Magnus and Gunter were heavily wounded, and a pursuit would be a one-man job - so we decided to leave the blazing inferno and the odd scream.
After that we hauled ourselves out of the burning building and hired a wagon to take us to the Temple, where I'm now writing this now.
Now it's time for my Mandrake Root, good stuff, but you certainly have to remember to do everything else 1st.
Viewable by: Public
0 comments
← Previous 1 3 4 5 6 7 8 9 2826 2827