Pointer-left Ogro3_thumb
Hiran
Posted by the GM
Nono Mundo
"Não olhe para a luz!"
As memórias vinham aflorando aos poucos, ainda fragmentadas e confusas.

Seria. A pequena garota tinha uma singular habilidade de controlar a mente de criaturas de baixa inteligência. Era uma Beale. E foi ela que a princípio motivou um grupo de indivíduos a compartilhar alguns caminhos pelo nono mundo. Os motivos que levavam as pessoas até a Trilha do Peregrino eram diversos, e embora tenha sido um pedido de ajuda de Seria que deu início à jornada que o grupo trilhou, as razões reais de cada um eram ocultas e, como visto depois, bem discrepantes uma das outras.
O fato é que viajaram para ajudar a vila onde vivia Seria que era atacada por criaturas agindo de forma estranha pelo descontrole de um outro Beale que vivia perto, Boregal.

Seria apareceu no acampamento da Mandíbula, na Wandering Walk, montada num Scutimorph, pedindo ajuda para conter um ataque em sua vila. Chegando lá descobriram que muitos animais estava agindo de forma aleatória e estranha, e a investigação desse fato levou o grupo até Boregal. Este foi contido, porém Seria tinha sido levada, e o grupo seguiu ao resgate dela.

No caminho acabaram atrapalhando os planos da Rainha Zhuma, o que foi traumático, principalmente pelo que aconteceu em Lambart.

Atravessaram as Black Riage e chegaram no Monólito do Deus Água, e foi ali que as coisas realmente estranhas começaram a acontecer, como bem lembrado por Mollir: em Charmonde passaram por alternâncias de dimensões que, mais tarde, descobriram se tratar de alguma maluquice criada por Lias; Teve ainda o encontro de um Cristal que, segundo Vulgrim, era a matéria prima para a imortalidade dos seus Vigilantes; Ebal, em discordância do resto do grupo, entregou o cristal para Lias; também de Ebal veio a idéia de se casar com a Rainha Armalu, e assim o fez, se passando por governante de um reino ao sul que não existe e se tornou rei de Navarene; Daeron entrou num esquema de tentativa de assassinato da Rainha, que deu errado e ele acabou preso e quase foi executado por Ebal; a lua cheia atingiu Leone que se transformou causando tumulto e medo na cidade; Mollir foi surpreendido por Zhuma que enviou seu treinado agente, Kwyd, para sequestra-lo alegando vingança contra o pai do paladino.

Esse último evento colocou o grupo de novo junto. Ao menos parte dele, afinal Daeron estava desaparecido desde quando fugiu de sua execução, e Ebal precisaria resolver um assunto pessoal antes. Enquanto esteve fora, Ebal se tornou o centro de intrigas lideradas pelos Night Masks e se viu obrigado a fugir de Charmonde, estranhamente ajudado por Daeron.

Enfim o grupo se reuniu e voltou suas atenções ao resgate de Seria. Deixaram algumas diferenças para trás e seguiram rumo ao norte, para Lostrei, a terra dos espíritos. Viajaram junto com um exército reunido pelos Aeon Priests que consideravam Lostrei uma terra de bárbaros sanguinários. Tudo fruto de falta de informação. Enfim, o grupo, com todas as suas diferenças, conseguiu evitar um banho de sangue, e seguiram. Em Lostrei Rednow encontrou pistas de sua origem, Leone encontrou a casa de seu mentor e Dot, Mollir foi abordado por um espírito que parecia a origem da luz que pulsava a partir dele, e Dot confrontou sua própria sombra e, mesmo contra todos os avisos e advertências, se aventurou na Torre das Memórias, de onde saiu claramente mais perturbado do que já era.

Até que enfim encontraram Seria e tiveram um confronto final com os Traix, que queriam usar a garota para criar uma sociedade igualitária, uniforme e controlável. Tal embate aconteceu dentro das instalações de um Numenera que tinha grandes anéis de vidro preenchidos por um fluxo de energia azulada. Um dos anéis estava quebrado e essa energia escapava por ele e se irradiava pela região. Inclusive suspeita-se que seja essa energia a responsável pelos fenômenos que são atribuídos aos espíritos de Lostrei. Durante o confronto, enquanto todos lutavam contra os Traix, Dot, completamente perturbado após ter entrado na Torre das Memórias, se incumbia de destruir a sala onde se encontravam, o que incluía os controles do Numenera. Sem perceber, ele provocou aumento descontrolado do fluxo de energia se tornou instável, deixando o local a ponto de um colapso. Para fugir das possíveis implicações disso fugiram pelo único caminho aparentemente disponível: a própria fenda do Numenera, através do fluxo de energia. E assim, um a um, todos entraram e desapareceu.

Primeiro ficou tudo escuro e ficou apenas um vazio. Então vieram as espirais violetas girando na imensidão de escuridão para depois desaparecerem e deixar tudo escuro de novo. E veio a luz azul. Provavelmente a luz da própria energia gerada naqueles anéis, mas estavam literalmente imersos nela. É difícil explicar exatamente o que aconteceu durante esse processo, ou quanto tempo realmente se passou entre apagões e lampejos de consciência. O fato é que acordaram de volta na Wandering Walk, de volta do Acampamento da Mandíbula. Retornaram ao início da jornada. Mas era apenas um retorno físico.

E como se isso por si só não fosse suficientemente confuso, não conseguiam sair. Dormiam e acordavam de volta no acampamento. E para piorar, um bando de Rorathicks atacava o acampamento todas as noites à procura de vocês, e até mesmo Kawyd tinha passado por ali procurando vocês. Ora, nem mesmo vocês tinham sequer qualquer suspeita de como foram parar ali, e seus inimigos já estava esperando...

O que veio depois em nada contribuiu para aliviar a dúvida, as indagações, toda a loucura na qual se encontravam. Cada vez que dormiam, revisitavam a escuridão, as espirais violetas, o brilho azul e acordavam de novo ao redor da fogueira no Acampamento da Mandíbula. Até que uma noite a escuridão não deu espaço à luz azul, e o vazio fio tomando tudo ao redor, incluindo sua própria mente. Mente que aos poucos e se apagando, sendo tomada pelo vácuo. Então vieram os pensamentos, essa expressão de consciência que se projetou nesse vazio para reafirmar sua própria existência para enfim......acordar num lugar totalmente diferente repleto de.....mais perguntas!!! Será que em algum momento viram as respostas? E a julgar pelo nível das indagações, será que era sensato ir atrás das respostas?
Viewable by: Public
0 comments